Segurança eletrônica

Segurança eletrônica: botão de pânico, câmera, alarmes… Afinal, como funciona cada equipamento?

10 de dezembro de 2021

Um projeto de segurança eletrônica conta com diversos equipamentos. Não é necessário ter todos para ter uma segurança completa e eficiente, tudo vai depender da necessidade de cada segmento, cada local. Por isso é tão importante contar com uma empresa de segurança profissional e experiente, que desenvolva projetos sob medida. Afinal, um projeto genérico pode deixar falhas e diversas brechas que propiciem crimes, como invasões, roubos ou mesmo vandalismo.

Então, se você fica perdido na hora de entender sobre equipamentos de segurança eletrônica, até mesmo para ter certeza que está contratando um bom serviço, continue a leitura e saiba sobre as principais soluções. 

Se preferir, clique direto no tópico

Alarmes e sensores

Câmeras de segurança (que podem ter funcionalidade de alarme)

Cerca elétrica

Sensor infravermelho

Videoporteiro

Controle de acesso e cancelas (facial, por biometria, tag, senha, etc)

Botão de pânico

Software de segurança

Alarmes e sensores

Um sistema de alarme e sensores de movimento são itens básicos para todo o projeto de segurança eletrônica e segurança patrimonial. Esses equipamentos podem ser colocados em portas e janelas e, assim, vão disparar o alarme se elas forem abertas.

Já os sensores de movimento despertam o alarme ao detectar a presença de pessoas. Quando se trata de alarmes monitorados, a central de monitoramento (CFTV) é avisada. Se o sistema não for monitorado por uma empresa de alarmes, a solução deixa de ser tão efetiva, pois não haverá apoio tático nem contato imediato com as autoridades.

Assim, o ideal é contar com alarmes monitorados e nobreaks para que o sistema continue funcionando mesmo diante da falta de energia. 

Câmeras de segurança (que podem ter funcionalidade de alarme)

Para serem totalmente eficientes, as câmeras de segurança também precisam estar combinadas com o monitoramento CFTV. Contar com câmeras de monitoramento eleva a qualidade da segurança eletrônica a outro patamar. As câmeras oferecem diversos benefícios e estão associadas à queda no número de invasões e vandalismo. Isso porque o fato de um local contar com câmeras de monitoramento já é um fator inibidor para os possíveis infratores.

O sistema de câmeras de monitoramento se tornou viável para todos os tipos de condomínios e residenciais, uma vez que a Central CFTV fica em outro local, diminuindo os custos de investimento e, claro, facilitando na implementação do serviço.

Além disso, a eficiência do monitoramento também é melhorada uma vez que existe uma equipe e não apenas um porteiro visualizando tudo na guarita. 

Atualmente, já existem câmeras de segurança com alta tecnologia, como inteligência artificial, funcionalidade de alarme, reconhecimento de imagem, distinção de objetos, placas de carro, faces, entre muitas outras opções. Assim, conhecendo o leque de possibilidades e a necessidade de cada local, a empresa de segurança eletrônica responsável pode desenvolver projetos completos e sob medida. 

Cerca elétrica

Apesar das diversas tecnologias atuais, como até citamos sobre as câmeras de monitoramento, a cerca elétrica continua sendo uma solução eficiente para a segurança patrimonial. A cerca elétrica também é um item importante quando o assunto é inibir a ação de possíveis infratores, além de, claro, dificultar e até mesmo impossibilitar seu acesso ao local. 

Mas é necessário contar com uma empresa profissional.

Sensor infravermelho

Os sensores infravermelhos ativos (IVA) podem substituir as cercas elétricas em casos em que a prioridade é preservar a estética do local ou quando não seria possível respeitar as leis de instalação.

Esse equipamento deve ser instalado em pares: um emissor e um receptor. Assim, é emitida uma luz quase indetectável e ela funciona como um sensor; caso alguém o ultrapasse, ele emite um alarme para a central de monitoramento. 

Além de poder ser instalado em muros para substituir a cerca elétrica, também pode ser eficiente quando instalados em chão ou parede. Assim, ele funciona como uma proteção para qualquer perímetro. E, também, não precisam ser necessariamente utilizados para substituírem as cercas elétricas, mas sim como um complemento.

Videoporteiro

O videoporteiro é uma evolução do porteiro eletrônico. Isso é, surgiu para suprir a mesma necessidade, mas com funcionalidades mais tecnológicas e avançadas, resultando em uma solução muito mais completa e eficiente. Por exemplo, a possibilidade de visualizar o visitante. Além disso, ainda pode ser integrado a módulos internos e externos para melhorar a segurança. 

Assim, o videoporteiro auxilia no controle de acesso, permitindo a abertura de portas e portões externos sem a necessidade de ir até o local. Mas, também, permite que o morador consiga visualizar o ambiente externo e também ouvir os ruídos e até ter uma comunicação bilateral. As funcionalidades mais avançadas dependem do tipo de equipamento escolhido.

Controle de acesso e cancelas (facial, por biometria, tag, senha, etc)

O videoporteiro acaba sendo um recurso que depende de alguém para fazer a liberação da entrada ou saída. No entanto, apesar de ser uma boa opção para residenciais, acaba sendo inviável para utilizar em empresas, por exemplo, ou em prédios comerciais e até residenciais. Nesses casos, o melhor é automatizar o controle de acesso com equipamentos apropriados, combinando-os com cancelas (catracas).

E quando o assunto é equipamento para controle de acesso há diversas opções para realizar esse filtro, como: 

  • reconhecimento facial;
  • biometria;
  • TAG (cartão de acesso);
  • senha. 

Entre as opções, a melhor atualmente é o reconhecimento facial, pois apresenta maior eficácia e segurança. Dependendo da necessidade do local, ainda é possível combinar dois fatores de segurança, como TAG + reconhecimento facial.  Para ambientes internos, como limitar o acesso a uma sala específica, o controle de acesso com senhas ainda é uma boa opção. 

Já a biometria, apesar de ser segura, conta com dois fatores de complicação. O primeiro é o caso de pessoas que têm as digitais desgastadas, por exemplo, professores devido ao uso de giz ou profissionais que lidam com produtos químicos. O segundo problema é mais recente; com a pandemia da Covid-19, as pessoas estão tendo muito mais cuidado com contato e evitando o máximo possível. Nesse sentido, a melhor opção continua sendo o reconhecimento facial. 

Botão de pânico

O botão de pânico funciona como um “pedido de socorro”. Ao ser acionado, ele envia uma mensagem a uma central de monitoramento, informando que há alguma emergência. Para isso, há dois tipos de botão de emergência: o fixo e o móvel. Em ambos os casos, apertar o botão não emite nenhum tipo de alarme, o que ajuda a manter a integridade de quem o acionou.

O botão de pânico fixo  pode ser instalado em locais estratégicos, como proximidades de cofres, banheiros, portarias e até em mesas de trabalho. Já o botão de pânico móvel é como um chaveiro.

Software de segurança

Por último, mas não menos importante, temos os softwares de segurança, que podem ser voltados para monitoramento e/ou controle de acesso. Nesse caso, não é um equipamento físico, mas um programa inteligente que pode automatizar e otimizar a segurança em condomínios, empresas e comércios.

Por exemplo, um software de controle de acesso pode facilitar a vida de condôminos e síndicos que moram em condomínios com Portaria Inteligente. Já empresas que precisam de um monitoramento profissional, podem se beneficiar se softwares avançados.

Um ponto importante é contar com equipamentos profissionais que permitam a utilização de softwares avançados. Em alguns casos, o próprio equipamento já conta com Inteligência Artificial capaz de fazer o controle de acesso, reconhecimento de imagem, acionamento de alarmes, entre outros. Então, quando for escolher a marca dos equipamentos para o seu projeto de segurança eletrônica, não é hora de economizar, mas priorizar a qualidade e o melhor desempenho. 

Conte com projetos sob medida para a sua segurança, conte com a Radcom Alarmes

Se você chegou até aqui e ainda tem dúvidas ou não sabe por onde começar, não se preocupe, nós podemos te ajudar com isso!

Como você pôde perceber existem diversos equipamentos de segurança eletrônica. Em cada funcionalidade que apresentamos aqui, ainda há uma infinidade de opções de marcas e modelos para escolher. Por isso, é indispensável contar com uma empresa experiente para garantir a segurança patrimonial da sua casa, condomínio ou empresa.

A Radcom Alarmes atua nesse segmento desde 1980 e conta com profissionais igualmente experientes. Oferecemos serviços relacionados à segurança eletrônica, como portaria inteligente e circuito de monitoramento de alarmes e CFTV. Atendemos todo o Brasil, veja qual unidade está mais próxima de você!

Para saber mais, mande uma mensagem pelo WhatsApp ou aqui no site.


A Radcom Alarmes é uma empresa que oferece serviços relacionados à segurança eletrônica, como portaria virtual e vídeo monitoramento. Atendemos as zonas leste e sul de São Paulo e cidades da Baixada Santista, como Santos, Bertioga e Guarujá.

Faça sua Cotação Online

Conteúdos Exclusivos

Fale pelo Whatsapp