Tocando no botão de pânico

Botão de Pânico: o que é, para que serve e qual sua importância?

03 de setembro de 2021

Os casos de violência estão cada vez mais comuns. Nem mesmo em casa as pessoas estão totalmente seguras, seja em condomínios verticais ou horizontais, seja em residências. Por isso, soluções como a Portaria Inteligente passam a ser fundamentais para garantir segurança patrimonial, mas, principalmente, segurança de quem reside no local. E essas soluções ficam ainda melhores quando contempladas com o Botão de Pânico em local estratégico.

Não à toa, muitas empresas têm desenvolvido projetos de soluções para evitar a violência, seja em ambientes domésticos, corporativos ou industriais. E o Botão de Pânico é um exemplo dessas soluções, que faze parte de projetos como Portaria Inteligente e implementação de sistema de alarmes.

Muitas pessoas ainda não conhecem o botão de pânico, apesar de não ser nenhuma novidade no mercado. Principalmente aquelas pessoas que não possuem experiência com sistemas de segurança eletrônica, mas procuram por soluções de segurança residencial e/ou pessoal.

Portanto, neste texto, você confere o que é o Botão de Pânico, para que serve, qual é sua importância e como ele pode ampliar a sua segurança. Acompanhe e boa leitura!

Se preferir, clique direto no tópico

1 – O que é e como funciona o Botão de Pânico?

2 – Tipos de botão de pânico e quando usar no dia a dia

3 – O que deve ser feito após o botão de pânico ser acionado?

4 – Por que o Botão de Pânico é importante?

5 – Como escolher o botão de pânico e fugir de falhas

6 – Para quem é indicado?

1 – O que é e como funciona o Botão do Pânico?

O Botão de Pânico é um dispositivo que, ao ser acionado, envia imediatamente uma mensagem ou sinal para a central de monitoramento da Radcom Alarmes, avisando que algo perigoso está acontecendo no local monitorado. Ao pressioná-lo, o Botão de Pânico não emite nenhum tipo de som, o que auxilia na preservação da integridade da pessoa que acionou-o.

Há dois tipos principais de Botão de Pânico: os fixos e os móveis. Os dispositivos fixos ficam em um lugar determinado e em posição estratégica, como na área de cofres, no banheiro, na mesa de trabalho, na portaria, entre outros. 

Já o botão móvel é bastante parecido com um chaveiro de alarme de automóvel, e pode ser carregado pelo indivíduo contratante do serviço (como chaveiro propriamente dito ou colar, bracelete, entre outros) ou por um vigilante dentro de uma área em que está a receptora, ou seja, o aparelho que faz a comunicação. Muitas empresas preferem o dispositivo móvel, pois ele é mais versátil, podendo também ser fixado em algum local.

Os dois tipos têm a mesma lógica de funcionamento: eles mandam o sinal silencioso de alerta para a central. Após o recebimento da mensagem, a central de monitoramento irá tomar as providências conforme o definido em contrato.

Um ponto importante a ser destacado é que o dispositivo não usa a linha telefônica convencional do cliente. Assim, caso a energia e a rede de telefone sejam cortadas, ainda há sinal no Botão de Pânico.

Na Radcom Alarmes, o Botão de Pânico faz parte de diversas soluções, como Monitoramento de Alarmes e Portaria Inteligente. Além dos botões para acionar a Central, também oferecemos aplicativos próprios. Os botões, sejam fixos ou móveis, entram como complemento, em que cada projeto necessita de um formato diferente, bem como a escolha do local de instalação.

2 – Tipos de botão de pânico e quando usar no dia a dia

A ideia do Botão de Pânico existe há algum tempo e, inclusive, já foi utilizada por governos para combater a violência doméstica, como nos estados do Espírito Santo, São Paulo, Paraíba, Maranhão e Pernambuco. Quando acionado, diante do perigo iminente de agressão, o equipamento emite um alerta para que a vítima seja socorrida. Varas especializadas nos tribunais de Justiça desses locais mantêm parcerias com governos municipais e estaduais para atendimento de segurança.

“O uso do botão resulta em dois efeitos: inibidor para os agressores e encorajador para as mulheres voltarem às atividades rotineiras, como trabalhar ou mesmo sair à rua”, juíza Hermínia Maria Silveira Azoury, coordenadora das varas de violência doméstica e familiar contra a mulher do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).

Se formos analisar do ponto de vista da segurança, o objetivo final do Botão de Pânico é diminuir os índices de invasão a propriedades e, também, de agressão e ameaça a pessoas.

Em alguns casos, o Botão de Pânico também pode ser usado para outros fins que requeiram ajuda emergencial. Por exemplo, pessoas com problemas de saúde, que podem fazer uso ao terem um mal estar súbito. Assim, podem acionar o dispositivo para entrar em contato com uma equipe médica, que poderá fazer o diagnóstico remoto e agir de maneira adequada.

Também há o botão de pânico para idosos, assistindo aqueles que moram sozinhos. Eles podem acionar o Botão de Pânico diante de possíveis acidentes, pois, assim como já mencionado, o botão envia um alerta para a Central, que pode então entrar em contato com socorro médico e os familiares, principalmente em casos que exijam rapidez de ação.

Tipos de botão de Pânico

Como dito anteriormente, existem o Botão de Pânico Móvel e o Botão de Pânico fixo. Além desses, aqui na Radcom também oferecemos a funcionalidade de Botões de Pânico em nossos aplicativos. Essas opções são uma grande vantagem da ferramenta, pois permite que a solução seja sob medida para a necessidade do cliente e do projeto que está sendo desenvolvido. Por isso, há opções de:

  • Botão de Pânico residencial
  • Botão de Pânico para condomínios
  • Botão de Pânico para idosos
  • Botão de Pânico violência doméstica
  • Botão de Pânico segurança industrial e empresarial

Botão de Pânico Móvel

O Botão de Pânico Móvel é em formato de chaveiro ou pingente, que pode ser usado na chave ou como colares. Esse formato é ideal para trabalhadores, como motoristas, porteiros e vigilantes, bem como para idosos, pois é o formato mais acessível. Além desses, também é indicado para crianças e para mulheres que sofram como a ameaça de violência doméstica, como mencionado anteriormente nas matérias.

Botão de Pânico Fixo

Nesse caso, o Botão de Pânico fica instalado em um local fixo. Se a vantagem do móvel é ser mais acessível e “perseguir’ a pessoa a todo momento; a vantagem do fixo é justamente evitar que ele se perca. Comumente, está associado ao videomonitoramento, que oferece detalhes das situações emergenciais, no ato do acionamento.

O local em que for instalado também deve ser bem pensado. Pode ser posto em garagem para alertar sobre invasões, cofres, caixas registradoras, portarias. Além de pensar a respeito da acessibilidade no ato de emergenciais, os locais para instalação de Botões de Pânico fixos devem ser escondidos e seguros.

Os motoristas, caso prefiram instalar o botão no carro ao invés de usar o modelo móvel, podem escolher embaixo do volante, para que seja de fácil acesso, e dentro do porta-malas, em caso de sequestros.

3 – O que deve ser feito após o Botão de Pânico ser acionado?

Geralmente, assim que a central de monitoramento recebe o sinal, ela entra em contato com a pessoa que gerou a ocorrência. Esse contato pode ocorrer de duas formas: no primeiro caso, a central pode ligar e ninguém atender ao telefone. Se isso acontecer, a central deve acionar imediatamente os órgãos competentes.

No segundo caso, se alguém atender ao telefone, é solicitada uma senha ou senha de coação. Caso a pessoa dê uma senha diferente, a empresa desliga o telefone e realiza o acionamento remoto da polícia. Se a senha estiver certa, a ação é cancelada. Mas um dos aspectos mais bacanas  é que a central consegue visualizar a localização do cliente que gerou a ocorrência, o que gera ainda mais segurança ao cliente final.

4 – Por que o botão é importante?

O Botão de Pânico é uma uma ferramenta importante em um sistema de segurança, sobretudo para a proteção de pessoas. Isso porque ele possibilita que a pessoa agredida, ameaçada ou furtada chame por socorro sem se colocar em risco, já que o dispositivo pode passar imperceptível por não emitir som quando acionado.

Assim, residências, empresas e indústrias podem adotar rotinas mais normais sem sentirem tanto medo de que haja uma invasão ou agressão. Isso também pode ajudar a proteger pessoas mais sensíveis e em situação mais frágil, como crianças e idosos.

5 – Como escolher o botão de pânico e fugir de falhas

Já ficou claro que o Botão de Pânico é uma excelente ferramenta para emergências, mas é essencial contar com um equipamento de qualidade para garantir sua eficiência e fugir das falhas.

Por isso, escolha uma boa empresa de alarmes, como a Radcom Alarmes, para fornecer a você o Botão de Pânico somado ao serviço de monitoramento. A marca do equipamento que essa empresa te oferece também é de fundamental importância.

Por isso, na hora de escolher a empresa de alarmes para fornecer esse serviço, confira:

  • reputação da empresa;
  • converse com antigos clientes;
  • pergunte à equipe sobre vida útil do equipamento, duração de bateria etc;
  • confira que tipo de acompanhamento a empresa faz sobre esses equipamentos.

6 – Para quem é indicado?

Em geral, pode-se dizer que qualquer cliente que tenha um sistema de monitoramento poderá fazer um bom uso do Botão de Pânico. A Radcom Alarmes oferece soluções completas e personalizáveis para residências, condomínios verticais, condomínios horizontais e empresas.

É importante salientar que algumas outras ferramentas do sistema de segurança, como os sensores, podem, por alguma razão, serem desligados. Assim, uma das únicas maneiras de se comunicar com a central de monitoramento se torna o Botão de Pânico. A outra forma é a solução Backup de Comunicação GPRS, criada pela Radcom Alarmes como forma de manter as vias de comunicação mesmo com cortes de linhas e/ou ausência de Botão de Pânico.

Em outras palavras, tanto clientes residenciais, corporativos ou industriais podem ser beneficiados por esse dispositivo, já que ele aumenta a proteção e gera muito mais tranquilidade a todos.

Conte com a Radcom Alarmes e tenha botões de pânico eficientes

Se você chegou até aqui e ainda tem dúvidas ou não sabe por onde começar, não se preocupe, nós podemos te ajudar com isso!

A Radcom Alarmes atua nesse segmento desde 1980 e conta com profissionais igualmente experientes. Oferecemos serviços relacionados à segurança eletrônica, como portaria inteligente e circuito de monitoramento de alarmes e CFTV. Atendemos todo o Brasil, veja qual unidade está mais próxima de você!

Para saber mais, mande uma mensagem pelo WhatsApp ou aqui no site.

Texto publicado em 04/09/2020 – atualizado em 03/09/2021


A Radcom Alarmes é uma empresa que oferece serviços relacionados à segurança eletrônica, como portaria inteligente e circuito de monitoramento de alarmes e CFTV. Atendemos as zonas leste e sul de São Paulo e cidades da Baixada Santista, como Santos, Bertioga e Guarujá.

Faça sua Cotação Online

Conteúdos Exclusivos

Fale pelo Whatsapp